Modelo: 65
Disponibilidade: Em estoque
R$35,00

Opções disponíveis

Qtd

Mais detalhes
Calcule o valor do frete para sua região.

Amora:

A Morus nigra L., Moraceae, é uma espécie vegetal que tem sua origem na Ásia, e está plenamente aclimatizada no Brasil (Cruz, 1979). Essa planta é popularmente conhecida como amoreira-preta. Diversas partes como raiz, folha, casca e frutos são empregadas na medicina popular, sendo cada uma indicada para diferentes propósitos. Enquanto as folhas são utilizadas como terapia de reposição hormonal, o fruto possui atividade antioxidante, hipoglicemiante, anti-inflamatória e antimicrobiana (Nakamura et al., 2003). Conforme estudo de Naderi e colaboradores (2004), o fruto possui ação protetora contra danos de biomembranas e biomoléculas. Ação Redução do risco de doenças relacionadas ao estresse oxidativo. 

Aplicações: 

- Auxilia nas disfunções renais e hepáticas;

- Tratamento de lesões bucais: na contenção de sangramento e na inflamação;

- Utilizado como laxativos e diuréticos, expectorantes, antieméticos e hipoglicemiante;

- Possui atividade anti-inflamatória, antioxidante e cicatrizante, combatendo de radicais livres do organismo.

Cimicifuga:

A origem do termo Cimicifuga é latina (cimex + fugare): cimex é o percevejo que, às vezes, infesta o colchão e a roupa de cama (Cimex lectularius) e fugare, repelir ou afugentar, indicando a utilização da planta como enchimento de travesseiros e colchões para afastar os percevejos. É possível que esta propriedade esteja relacionada com o odor desagradável das flores, um traço marcante do cohosh negro e considerado um estigma do gênero. Uma curiosidade é o sinônimo rattlesnake-root (raiz-de-cascavel): os frutos secam e as cascas permanecem presas nos talos quando o vento agita a planta, as sementes soltas dentro da casca produzem um ruído que parece o chocalhar de guizos. Indicações e Ação Farmacológica Utilizada principalmente para atenuar sintomas do climatéricos. Entre as principais ações estão à diminuição intensa dos fogachos, da ansiedade, da depressão, cefaléia, distúrbios do sono, vertigens e a melhora acentuada da atrofia vaginal. Há relatos de melhora global na qualidade de vida, bem-estar psíquico, sexualidade e relação conjugal, diminuindo os desconfortos do período pós-menopausa em mulheres de peso corporal elevado.